21 outubro 2017

SÃO PAULO: Polícia diz que meninas mortas foram violentadas

As meninas Adrielly Mel Severo Porto, a Mel, e Beatriz Moreira dos Santos, a Bia, ambas de 3 anos, foram mortas por asfixia e depois estupradas em um barraco de São Miguel Paulista, na zona leste de São Paulo, no mesmo dia em que desapareceram. Segundo a Polícia Civil, este é o relato de confissão de Marcelo Pereira de Souza, preso nesta sexta-feira (20). Apontado como comparsa, Everado de Jesus Santos também foi preso. Segundo a delegada Ana Paula Rodrigues, responsável pelo caso, os dois estavam bebendo em um bar, quando viram as meninas brincando, na tarde do dia 24 de setembro. Então, ofereceram doce para atrair a atenção das crianças. "Eles já estavam de olho nas duas, porque as meninas ficavam brincando na comunidade sem a proteção dos pais", disse.
Reações:
    

0 comments:

Postar um comentário