23 fevereiro 2018

PESQUISA: Cientistas querem identificar vírus que possam causar próxima pandemia


Um grupo internacional de cientistas lançará uma força-tarefa mundial com o objetivo de identificar novos vírus que poderão ameaçar a humanidade no futuro. O anúncio da iniciativa foi feito em um artigo publicado nesta quinta-feira, 22, na revista Science e assinado por 10 cientistas, incluindo o médico e biofísico brasileiro Carlos Morel, pesquisador da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e coordenador do Instituto Nacional de Inovação em Doenças Negligenciadas. Os autores do artigo afirmam que o projeto permitirá acelerar o passo da descoberta de novos vírus em um ritmo sem precedentes, gerando um enorme volume de dados e tornando o combate a futuras pandemias mais efetivo, ao acelerar o desenvolvimento de vacinas, drogas e terapias. De acordo com Morel, estima-se que cerca de 1,6 milhão de vírus que circulam no planeta ainda seja completamente desconhecidos pela ciência e que entre 600 mil e 800 mil deles sejam capazes de infectar humanos - e eventualmente causar epidemias.
    

ELEIÇÕES 2018: Meirelles dá primeiros passos para eventual candidatura à Presidência


O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, já está trabalhando em uma eventual candidatura à Presidência da República. O magistrado enviou emissários para dialogar com marqueteiros que possam trabalhar na campanha eleitoral, entre eles, Duda Mendonça. De acordo com a coluna da Mônica Bergamo, da 'Folha de S. Paulo', Meirelles aguarda uma resposta sobre a possível candidatura de Michel Temer para decidir se entra na corrida eleitoral. A questão principal é que o ministro precisa tomar uma decisão até abril, enquanto o presidente pode esperar até julho.
    

TAUBATÉ: Antes de estupro, adolescente liga para o pai e pede socorro


Uma adolescente de 15 anos viveu momentos de pânico na noite desta quinta-feira (22). O tio dela, de 25 anos, tentou estuprá-la e a menina conseguiu, no momento do ato, ligar para o pai e pedir socorro. O crime foi cometido em Taubaté, no interior de São Paulo. Segundo informações do G1, a garota avisou, em áudio: "Socorro, o tio está tentando me estuprar". A vítima lutou contra o tio, irmão do pai, e, enquanto o homem ia para casa socorrê-la, ela tentou se livrar do agressor. "Ele arrastou ela para a minha cama e tentou abusar dela", contou o pai. Apesar de ter fugido, o suspeito foi encontrado pela Polícia Militar na Vila de São José. "Ele disse que está arrependido, que é usuário de drogas, bebidas. Não houve conjunção carnal, mas houve estupro de acordo com a lei", disse o policial militar Sidney Barbosa. O homem foi levado para a delegacia da mulher e preso em flagrante por estupro. Ele pode pegar de oito a 12 anos de prisão.
    

IRREGULARIDADES: Itália cancela cidadania de mais de mil brasileiros


Quase 1.200 brasileiros perderam o direito à cidadania italiana, segundo reportagem publicada pelo jornal Gazeta do Povo. Uma lista com 1.188 nomes de brasileiros foi divulgada no último dia 9 de fevereiro pelo governo da cidade de Ospedaletto Lodigiano, relacionada ao cancelamento. A medida foi tomada após o reconhecimento dos brasileiros como cidadãos italianos ter sido concedido sem a existência de todas as condições estabelecidas. Os nomes divulgados na lista teriam conquistado o reconhecimento através de processos abertos no período entre julho de 2015 e julho de 2017. Após investigação, a Guardia di Finanza de Lodi (órgão que corresponde à Receita Federal brasileira) informou que dois funcionários públicos são suspeitos de envolvimento em um esquema de corrupção, que contava ainda com a participação de um casal de brasileiros.
    

VÍRUS: Vacinação contra febre amarela deve ser ampliada para todo o país


Para evitar o aumento de casos de febre amarela no País, o Ministério da Saúde deve ampliar a Área Com Recomendação de Vacinação (ACRV), que hoje abrange 21 estados, para todo o Brasil. A medida será debatida com governos estaduais, com a Organização Mundial da Saúde (OMS) e a Organização Pan-Americana da Saúde (Opas). A ideia é que seja elaborado um calendário para que 34 milhões de doses sejam aplicadas de modo gradual. Desde janeiro, a pasta lançou a maior campanha de vacinação fracionada do mundo para evitar a circulação do vírus. Ao invés de receber a dose inteira, a população era imunizada com um quinto da ampola. A técnica é eficiente e permite que mais pessoas sejam vacinadas.
    

DENÚNCIA: Polícia Militar do Rio tem estrutura caótica


Na tarde de domingo (18), com cores desbotadas, um Voyage da Polícia Militar do Rio parou em frente ao portão do 9º Batalhão da PM em Honório Gurgel, na zona norte da capital fluminense. Dentro do quartel, de uma cabine sem vidros, um sargento mal-humorado iniciou a liberação do acesso de uma forma primitiva: agarrou a ponta de um barbante pendurado ao seu lado e começou a puxá-lo, como um pescador, para mover o portão de metal amarrado na outra ponta. O carro da PM avançou no pátio, e o policial conseguiu, com uma fisgada no barbante, fazer o portão bater violentamente e, em reação ao choque, voltar, em sentido contrário, para onde estava. A cena, aparentemente banal e presenciada pela Folha, é um retrato da situação de penúria da PM fluminense e do risco que vivem os policiais no exercício da profissão, tanto nos veículos quanto nos quartéis. 
    

LULA: 'Poderão prender minha carne carcomida, mas não minhas ideias'


O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva falou na hipótese de sua prisão na noite desta quinta-feira (22) durante ato pelo 38 aniversário do PT. Com olhos cheios de lágrimas "derramadas após citar a morte de amigos e petistas", Lula disse que seus adversários buscam uma forma de calá-lo. "Qual é o jeito? Quem sabe, tentar me prender. E vão ter outra surpresa, porque eles poderão prender apenas a minha carne carcomida, mas não prenderão as minhas ideias." O ex-presidente voltou a dizer que "Lula não é um ser humano", mas uma ideia que o PT ajudou a criar. Lula disse também ser hoje a única unanimidade no país, porque todos os partidos tentam impedir sua candidatura. Irônico, o petista afirmou que, sem ele na disputa, até o presidente Michel Temer acredita que poderia se eleger.
    

STF: Alexandre de Moraes se mostra contrário ao auxílio-moradia


O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, será voto contrário durante o julgamento do dia 22 de março sobre o auxílio-moradia de juízes. De acordo com a coluna do Luaro Jardim, do jornal 'O Globo', Moraes foi relator de um processo sobre o benefício em março de 2007 - período em que era conselheiro do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). "Concluo que a concessão do auxílio-moradia (...) somente deverá ser considerada legal quando indenizatória e transitória para magistrados de 1º grau que não possuam residência própria ou oficial na comarca, jamais podendo, porém, incorporar-se aos subsídios", dizia o texto do ministro.
    

22 fevereiro 2018

CÚMULO DA IMBECILIDADE: Trump diz apoiar que professores andem armados para evitar tiroteios


Durante uma reunião na Casa Branca nesta quarta-feira (21), o presidente Donald Trump disse aprovar a ideia de professores nos Estados Unidos transportando armas escondidas e a criação de zonas livres de armas perto das escolas para evitar tiroteios em massa. "É chamado de transporte oculto, onde um professor teria uma arma escondida com eles, eles passariam por um treinamento especial e estariam lá — e você não teria mais uma zona livre de armas", disse Trump durante uma reunião na Casa Branca com pessoas afetadas por tiroteios na escola. "Se você tivesse um professor que sabe operar armas de fogo, eles poderiam muito bem acabar com o ataque muito rapidamente". Donald Trump também disse que os Estados Unidos começarão a realizar fortes verificações de antecedentes sobre as compras de armas, enfatizando a checagem da saúde mental das pessoas.

    

DEMOCRACIA: UnB oferece disciplina sobre 'Golpe de 2016' e defende debate


“O Golpe de 2016 e o Futuro da Democracia no Brasil" é o nome de uma disciplina consta no currículo da Universidade de Brasília (UnB) neste semestre. As aulas, que começam em 5 de março, fazem parte do curso de Ciência Política e serão ministradas pelo professor Luis Felipe Miguel - doutor em Ciências Sociais pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), professor titular do Instituto de Ciência Política da UnB e pesquisador do CNPq. Conforme o programa universitário, divulgado nas redes sociais, a ideia é analisar a "agenda de retrocesso" do governo do presidente Michel Temer e entender os "elementos de fragilidade" do sistema político brasileiro "que depuseram a presidente Dilma Rousseff".

    

CAOS: Rio de Janeiro viveu noite de alagamentos e engarrafamentos


O Rio de Janeiro segue em estágio de atenção por causa da chuva que caiu na cidade na noite desta quarta-feira (21). De acordo com o Centro de Operações (COR) o temporal é consequência da aproximação de frente fria. Vários bairros estão com ruas alagadas. Na Lapa, no centro da capital, a enchente provoca engarrafamentos, obrigando a passagem de apenas um carro de cada vez. Há muitos veículos enguiçados. O mesmo panorama se vê em ruas da zona sul que ficaram interditadas. Os bairros de Botafogo, Humaitá e Copacabana foram bastante atingidos. Na Barra da Tijuca, um dos mais atingidos pela chuva forte, há alagamentos em muitas vias. Os bairros de Madureira e Alto da Boa Vista, na zona norte, também foram muito atingido e registraram índices elevados de chuva.

    

PIORA: Brasil cai 17 pontos no Índice de Percepção de Corrupção


O Brasil apresentou queda de 17 posições no Índice de Percepção da Corrupção (IPC), o índice mais utilizado no mundo. O país passou a ocupar a 96ª colocação no ranking global, contra a posição de número 79 da pesquisa anterior. O índice brasileiro declinou três pontos, de 40 para 37 numa escala que vai de 0 a 100, em que zero significa alta percepção de corrupção e 100, elevada percepção de integridade. O índice foi divulgado nesta quarta-feira (21), de forma simultânea em todo o mundo, pela Transparência Internacional, principal organização dedicada à luta contra a corrupção no mundo. Com a nota da pesquisa de 2017, o Brasil se encontra na pior situação dos últimos cinco anos, “com a ressalva de que, apesar de o IPC existir desde 1996, suas pontuações somente são comparáveis estatisticamente a partir de 2012”, explicou a organização.